Demonstração de Fluxos de Caixa

Saiba qual a importância desta demostração financeira para as empresas

A demonstração de fluxos de caixa (DFC) é um relatório financeiro indispensável para o empresário.

Como finalidade, além de facilitar a adoção de boas práticas de gestão como um todo, mantém foco especifico na gestão de tesouraria da empresa.

Serve para identificar indícios de fragilidades no curto prazo, ou mesmo de insolvência, além de fornecer apoio na definição de medidas corretivas a serem implementadas no negócio.

Obter lucro é diferente de gerar liquidez.

 

A explicação é simples: os rendimentos e gastos são reconhecidos quando efetivamente ocorrem independentemente do momento em que é recebido ou pago.

Um empresário, devendo ser consumidor de indicadores de gestão e demonstrações financeiras da sua empresa, deve ser assessorado adequadamente por parte do seu escritório de contabilidade.

Mais do que o timing, é a relevância da informação que tem ao seu dispor.

 

A demonstração de fluxos de caixa permite melhorar o conhecimento da estrutura financeira?

A resposta é sim! Quando apresentada, complementando a abordagem do Balanço e Demonstração de Resultados, não só melhora a perceção das variações ocorridas na estrutura financeira da empresa como também mantém em perspetiva como irá fazer face a futuros compromissos.

Permite conhecer em detalhe as movimentações de entrada e saída de dinheiro durante um determinado período de tempo no que toca à atividade operacional, de investimento e financiamento da empresa.

  • Atividades Operacionais: Essa seção da demonstração de fluxos de caixa mostra as transações relacionadas com as atividades principais da empresa. Ou seja, as receitas e despesas decorrentes da operação do negócio. Inclui o fluxo de caixa gerado pelas vendas de produtos ou serviços, pagamento de fornecedores, salários, impostos e outros gastos operacionais.
  • Atividades de Investimento: Apresentam as transações relacionadas aos investimentos da empresa, como a compra e venda de ativos fixos (imóveis, equipamentos, veículos), investimentos em outras empresas, aquisição de participações societárias, entre outros.
  • Atividades de Financiamento: Mostra as transações financeiras relacionadas com o financiamento da empresa. Inclui a captação de recursos por meio de empréstimos bancários, pagamento de dividendos, amortização de empréstimos, pagamento de juros, etc.

 

Desta forma sabe como foi gerada e aplicada a liquidez do negócio ao mesmo tempo que analisa as respetivas variações.

 

Para que entidades é obrigatória a apresentação da DFC

Em jeito de enquadramento, existem três (na verdade quatro) Modelos de Demonstrações Financeiras. A saber:

  • Regime Geral
  • Pequenas Entidades
  • Microentidades

A demonstração de fluxos de caixa é obrigatória para empresas que adotem o regime geral e por opção para pequenas entidades que adotem o regime geral.

Para as Microentidades a obrigatoriedade da apresentação não se aplica.

Contudo, dado tratar-se de uma demonstração financeira de grande importância no que se refere à análise da posição financeira da empresa, não será propriamente de descurar esta vertente associada aos seus serviços de contabilidade mesmo tratando-se, eventualmente, de uma não obrigatoriedade.

 

Pode-se sumarizar as vantagens a a importância da demonstração de fluxos de caixa para os empresários da seguinte forma:

Primeiro, permite avaliar a capacidade da empresa em cumprir com as suas obrigações futuras na medida em que determina as entradas e saídas de fluxos de caixa.

Segundo, torna percetível a diferença entre resultado contabilístico e o dinheiro efetivamente gerado.

Por último, claramente distingue os fluxos de caixa provenientes quer da atividade operacional, quer das atividades de investimento e financiamento da empresa.

Em contexto de tomadas de decisão, estamos certos que se trata de um importante instrumento para o controlo de gestão e vertente orçamental.

 

 

Informação da responsabilidade de RCR Contabilidade
© Todos os direitos reservados à RCR LDA
O texto “Sabe o que é a demonstração de fluxos de caixa?” é meramente informativo e não dispensa a consulta ou apoio de profissionais especializados.

0 Partilhas
Tweetar
Partilhar
Pin
Partilhar