fbpx
guia para criar empresa

Planeia criar a sua empresa? Ajudamos a clarificar algumas ideias nesta fase inicial.

Quem pensa em criar empresa, tudo aquilo que deseja, é não encontrar problemas a partir do momento em que dá o primeiro passo.

Para tal, temos que planear. Idealizar exactamente o que pretendemos e como iremos chegar lá!

O processo de abertura de uma empresa pode parecer mais complexo do que realmente é.

Com o objetivo de ajudar futuros empreendedores, nesta publicação encontrará informações importantes para criar e desenvolver o seu negócio.

Para ser um empresário de sucesso é necessário ter do seu lado os parceiros certos! Comece pela escolha acertada do seu contabilista.

 

Para avançar com o seu projeto empresa, terá obrigatoriamente que realizar as seguintes tarefas:

  • Em primeiro lugar, identifique e avalie uma oportunidade;
  • Segundo, defina um conceito de negócio;
  • Em terceiro lugar, identifique e adquira os recursos necessários;
  • Por último, implemente o negócio.

 

A ideia de negócio

Procure ser original e não se entusiasme com o negócio dos outros. No entanto seja prudente, mas não deixe fugir as oportunidades.

Pensar antes de agir é a arma mais indicada para vencer o desafio de passar da teoria à prática. Encontre depois a forma certa de implementar o seu projeto.

Assente as suas ideias:

  1. Comece por pôr a ideia no papel, isso obriga a pensar estratégico e a estruturar;
  2. Por exemplo, teste a ideia junto de familiares e amigos;
  3. Aconselhe-se com que já tem experiência;
  4. Faça uma boa análise da concorrência. Um dos fatores diferenciadores reside aqui!;
  5. Identifique os recursos necessários e disponíveis;
  6. Sistematize a informação antes de arrancar com o projeto;
  7. Defina a estratégia;
  8. Assegure-se da sua viabilidade económica e financeira (Fundamental!).

 

Muitos empresários arrancam os seus projetos sem um plano de negócios estruturado ou qualquer estudo prévio da viabilidade! Resultado… tende para o fracasso!

A viabilidade do seu projeto empresa

Os estudos prévios são fundamentais! Se não se sente confortável em efetuar um plano de negócios ou estudo de viabilidade de forma autónoma, procure um contabilista.

Na fase em que negoceia a sua contratação, exponha as suas necessidades.

Aborde um cenário em que discute o preço da contabilidade e condições preferenciais para elaboração deste dossier sobre o pressuposto de se tornar cliente.

 

Conhecer o mercado é condição imprescindível para definir o negócio. Por outro lado, avaliar a sua viabilidade financeira pode salvar a empresa do fracasso.

O investimento necessário é outra questão que deve ficar resolvida à partida e deve ser adequado à dimensão da empresa, do mercado e otimizado do ponto de vista da relação eficiência/custo.

Uma empresa nova mal dimensionada é garantia de um ciclo de vida efémero.

Portanto, uma vez identificado e quantificado o investimento, é necessário financiá-lo.

O financiamento deverá possuir três características fundamentais:

  • Eficácia/liquidez;
  • Rendibilidade;
  • Segurança.

Depois de apurar os investimentos a realizar e os recursos necessários para o arranque do seu negócio, torna-se necessário a quantificação dos gastos e rendimentos inerentes ao seu desenvolvimento. Ou seja, a construção da conta de exploração previsional, tendo como horizonte temporal o ano em que fique demonstrada a viabilidade económica e financeira do projeto.

Sendo assim, sem o apoio certo nesta vertente, vários aspetos podem correr mal! Portanto, considere o seguinte:

Estudo de Mercado

  • Falta de identificação e caracterização do mercado alvo;
  • Omissão da estratégia de comercialização (demonstrar como se vai vender os produtos/serviços);
  • Ausência de apresentação dos fatores-chave de competitividade face à concorrência.

 

Plano de Investimento

  • Sub-avaliação dos gastos de investimento em Capital fixo (especialmente incorpóreo);
  • Sub-avaliação das despesas com o lançamento da empresa ou do produto e formação profissional antes do arranque do projeto;
  • Não inclusão dos juros na fase de investimento;
  • Não inclusão do fundo de maneio ou cálculo incorreto desta componente;
  • Falta de atenção aos desvios de tempo entre o planeamento e a execução do projeto (como resultado agrava os gastos de investimento e pode comprometer o sucesso da empresa;
  • Na cobertura financeira, além de aparecer um peso de capitais próprios normalmente muito baixo, é frequente apresentar-se como auto-financiamento montantes que não são justificados através da conta de exploração previsional.

 

Conta de Exploração

  • Sobre avaliação dos rendimentos e subavaliação dos gastos;
  • Rendimentos calculados a partir de metas irrealistas de vendas;
  • Taxa de incorporação de matérias-primas desajustada do respetivo setor;
  • Cálculo incorreto das reintegrações e amortizações.

 

Criar empresa

A criação de empresas em Portugal é um processo rápido, muito por conta da simplificação dos processos administrativos. A Empresa na Hora é exemplo disso.

As sociedades comerciais mais criadas por estes serviços são sociedades por quotas ou unipessoais por quotas.

 

Qualquer pessoa ou empresa pode utilizar este serviço. Assim sendo, caso deseje criar empresa pela via deste serviço, tome atenção à documentação que necessita levar consigo:

Para sócios pessoas singulares

  • Cartão de contribuinte;
  • Documento de identificação.

Para sócios pessoas coletivas

  • Cartão de contribuinte de Pessoa Coletiva;
  • Certidão de registo comercial atualizada;
  • Ata da assembleia geral que confere poderes para a constituição da sociedade.

 

Todos os sócios da empresa a criar têm de estar presentes na altura do pedido de criação da mesma.

Entretanto concluindo o processo de criação da sua empresa, vai receber o pacto social (contrato de constituição da sociedade), o código de acesso à certidão comercial, o código de acesso ao cartão de empresa e número de segurança social.

 

Por esta altura é conveniente que já tenha feito a escolha da sua empresa de contabilidade. No processo de criação da empresa, deverá indicar quem será o seu contabilista certificado.

Evite contratempos desnecessários e tome conhecimento de 3 aspetos fundamentais relacionados com a criação da sua empresa:

  • Em primeiro lugar, deverá depositar o capital social numa conta bancária em nome da sua empresa até cinco dias úteis depois do registo;
  • Em segundo lugar, deverá enviar o contrato constituição da sociedade, a certidão comercial, o comprovativo IBAN e comprovativo depósito capital social para o seu contabilista dar o início de atividade. Dispõe de quinze dias após criação da empresa.
  • Em terceiro lugar, faça o Registo Central do Beneficiário Efetivo (RCBE). Tem 30 dias para o fazer a partir da data de criação da empresa. Este registo pode ser feito online, gratuitamente.

 

Considerações Finais

Agora que já sabe o que é necessário para criar a sua empresa, acima de tudo há que tratar do arranque do negócio.

Daqui para a frente, todos os passos devem ser igualmente responsáveis e bem planeados, pois cumprida a fase do arranque do negócio, adivinham-se etapas difíceis.

Mantenha-se constantemente atualizado sobre a atividade e evolução (resultados) da sua empresa. Neste aspeto, os serviços de contabilidade que são prestados à sua empresa têm um papel fundamental, pois só através deles poderá obter resultados mensais e uma noção prática daquilo que é o real desempenho da empresa, seja do ponto de vista financeiro, como económico.

Em conclusão, com planeamento, controlo e acompanhamento, estará no caminho certo!

Somos uma empresa de contabilidade em Matosinhos com + 25 anos de experiência no apoio a pequenas e médias empresas.

by:
26 Partilhas
Tweetar
Partilhar
Pin
Partilhar26