fbpx
contabilidade centro custo

Sabe qual a relevância no contexto de gestão da sua Empresa?

A contabilidade por centro de custo processa-se dividindo a empresa em “departamentos” contabilísticos – centros de custos – onde são lançados os custos que, não podendo ser afetados diretamente a cada produto e/ou serviço, constituem encargos de cada um daqueles “departamentos”.

Para cada “departamento” é definido uma medida que permita repartir os seus custos pelos produtos que nele sofreram operações e/ou serviços por aquele prestados a outros departamentos ou a clientes.

A escolha e definição dos centros de custo dependem da dimensão, estrutura e organização da empresa bem como do grau de pormenorização da informação que deseja obter.

 

Quais os critérios para definição dos Centros de Custo?

Em primeiro lugar, é fundamental ter em mente o que se pretende alcançar com a implementação do serviço de contabilidade por centro de custo. Avaliar custo/benefício e caso seja benéfico para empresa, avançar com a sua implementação.

A definição do sistema de contabilidade por centro de custo adequado à realidade da sua empresa pode ter em conta os seguintes critérios:

  • Organização da Empresa, na medida em que analisa a estrutura organizativa, processos e quais as atividades que desenvolve, assim como produtos e serviços que comercializa.
  • Informação de Gestão, já que a lógica de apuramento de resultados e respetivos Reports com maior detalhe são orientados para os responsáveis que os analisam a interpretam para sustentar bons processos de tomada de decisão,

 

Qual o objetivo de Contabilidade por Centro de Custo?

Pretende conferir um conteúdo mais técnico, objetivo e rigoroso quando comparado com a repartição dos gastos gerais pelos produtos produzidos ou serviços prestados.

Sem dúvida que este é um meio mais eficaz para constituir um meio de controlo de produtividade e eficiência de cada área da empresa. Por outras palavras, este serviço de contabilidade tem como objetivo vocacioná-lo como instrumento de gestão privilegiado e com informação mais exaustiva em termos da avaliação do desempenho económico e financeiro da empresa.

Preocupa-se fundamentalmente em aferir o valor gerado para a empresa seja em termos de áreas de negócios, produtos/serviços, mercados, clientes, canais de distribuição, projetos, centros de responsabilidade, etc.

 

Orientando esta vertente da contabilidade – mais “analítica” – para a sua empresa, procura-se dar a conhecer o real desempenho da sua empresa de forma mais segmentada e pormenorizada. Não só se aumenta a sua relevância e utilidade como uma ferramenta de gestão, como naturalmente é incutido um modelo mais exigente para com cliente em termos de recolha, tratamento e posterior divulgação de informação de gestão.

 

Considerações Finais

A contabilidade deve proporcionar um instrumento de pilotagem para a empresa, através de um sistema estruturado e organizado de informação para a gestão.

Avançando para uma componente de serviço mais analítica – contabilidade por centros de custo – o mesmo deverá ter em conta, por um lado o modelo de gestão da empresa e por outro, proporcionar elementos relevantes para potenciar processos de tomada de decisão.

Direcionando o serviço como se de uma ferramenta de gestão se tratasse ao dispor da empresa, o mesmo deverá contribuir para melhorar o acompanhamento no que diz respeito à monotorização da evolução da performance e geração de valor por parte da empresa.

Resumidamente, deverá ser capaz de responder a inúmeras necessidades de informação para a gestão de uma forma global e estruturada.

0 Partilhas
Tweetar
Partilhar
Pin
Partilhar